Bem Vindo

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Rindo. Se possível!

 
 Devagarinho vai se levando.
Para no final,
a esperança ser posta na berlinda, de novo.
Esperança de vida nova.
Esperança que pinta,
mas já com a certeza de que a gente tem que cavar.
Tem que tomar.
Na marra.
Rindo.
Se possível!

E essa pessoa sou eu mesma

 
 A apreciação dos outros não me serve de guia.
Os juízos dos outros, embora devam ser ouvidos,
e levados em consideração pelo que são,
nunca me poderão orientar.
Acabei por achar que apenas uma pessoa
(pelo menos enquanto eu 
estiver viva e talvez para sempre)
pode saber que eu procedo com honestidade,
com aplicação, com franqueza e com rigor,
ou se o que eu faço é falso, defensivo e fútil.
E essa pessoa sou eu mesma.

Sou o que se chama de pessoa impulsiva

 
 Sou o que se chama de pessoa impulsiva.
Como descrever?
Acho que assim:
vem-me uma ideia ou um sentimento e eu,
em vez de refletir sobre o que me veio,
ajo quase que imediatamente.
O resultado tem sido meio a meio:
às vezes acontece que agi sob uma
intuição dessas que não falham,
às vezes erro completamente,
o que prova que não se tratava de intuição,
mas de simples infantilidade.

Porque minha paixão pela vida é verdade

 Não quero um dia, um talvez, um quem sabe.
Vivo de agoras que construo com fé e coragem,
para ser intenso na sequência dos 
minutos, das horas.
Não me satisfaço com metades, 
com quases, com dúvidas.
Percorro um infinito para amar, 
e não vou dosar sentimento.
Quero paixão na veia que pulsa forte,
quero seguir o norte de quem ama.
Ou pelo menos tenta.
Porque sedentarismo na emoção não rola, certo?
Sigo caminho que traço, do nada, 
e certeza linda, acho um tudo.
Porque a bênção da conquista é para herói da vida,
que arrisca olhares, que ousa lugares, 
que permite chegadas.
Faço ninho no peito, lado esquerdo, 
e convenço você.
Porque minha paixão pela vida 
é verdade que grita, permite. 

Se eu gosto, eu gosto. Se eu não gosto não gosto

 
 Não tenho paciência para coisa falsa, não.
Eu gosto é de olho no olho, beijo estalado,
mão que aperta firme e gente 
que não tem medo de ser como é.
Viver uma vida de mentira não combina comigo,
é por isso que nem sempre me dou bem
(este mundo está cada vez mais maluco).
Mas prefiro ser assim do que 
ficar atuando o tempo inteiro.
Se eu gosto, eu gosto.
Se eu não gosto, até tento disfarçar,
mas meu olhar SEMPRE me entrega.
Quem me conhece bem sabe disso.

Eu não sou meiga

 
 Eu não sou meiga.
É claro que sou educada e polida 
com quem gosto e não gosto.
Só que meu jeito de falar é muito incisivo,
não sou de dizer amém para tudo,
aprendi a dizer não,
demoro um pouco a perder a paciência,
mas se me tiram do sério eu explodo.

A vida não erra

 
 - Você não vai mesmo vingar-se?
- Por que eu faria isso?
- Estas pessoas todas, elas machucaram você.
- Eles caem sozinhos.
A vida não erra.

A magia de viver

 
 Mais do que doce…
 …é saber que tudo se move a nossa volta,
tudo se transforma e,
até mesmo quando nos recusamos a
acompanhar a dança da vida, sem percebermos,
ela nos tira para dançar, 
nos envolve com um ritmo novo.
Quando isso acontece?
Quando nos abrimos para a magia de viver
e respirar as entrelinhas, os silêncios.

Eu pago adiantado

 
 Eu não me importo se a vida 
cobra caro pelas minhas escolhas.
Eu pago adiantado.

Sem medo de Ser

 
 Sou amiga daquilo que é verdadeiro.
Acho lindo quem assume o que é.
Sem máscaras.
Acho lindo quem consegue sair na rua 
sem medo de SER.

A vida tem seus caminhos tortuosos

 
 A vida tem seus caminhos tortuosos,
mas acaba sempre nos levando 
a algum lugar ou alguém.
De certeza, nada passa em branco,
nada vai a toa, nem fica a toa.
Um dia tudo se explica,
enquanto isso nós tentamos compreender
alguns dos fatos que instigam até
uma pessoa com coração de pedra.


Se alguém lhe bloquear a porta

 
 Se alguém lhe bloquear a porta,
não gaste energia com o confronto,
procure as janelas.
Lembre-se da sabedoria da água:
A água nunca discute com seus obstáculos,
mas os contorna.

A vida é uma rua de sentido único

 
 A essência da vida é andar para a frente;
sem possibilidade de fazer 
ou intentar marcha a trás.
Na realidade, 
a vida é uma rua de sentido único.

Tenho orgulho de minhas cicatrizes

 Tenho orgulho de minhas cicatrizes.
Se não fossem elas,
eu nunca lembraria de toda a 
estrada pela qual percorri.
De todas as lágrimas que derramei,
lutando e vencendo mais uma batalha.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Hoje eu me amo

 
 Hoje eu me amo, 
porque elas me amaram um dia.
Elas passaram.
Eu continuo aqui, 
me amando mais que o permitido,
tendo um caso de amor comigo mesma,
dando chances para um monte de gente aprender,
através de mim, o caminho que eu sei de cor:
aquele, do amor próprio,
costurado com a linha do tempo,
com cores que não desbotam.

A água fá-lo

 
 A água não resiste.
A água corre.
Quando mergulhas nela a mão, 
só sentes uma carícia.
A água não é uma muralha sólida,
não te deterá.
Mas a água vai sempre para onde quer ir,
e nada, no fim, pode nada contra ela.
A água é paciente.
A água a pingar desgasta uma pedra.
Lembra-te de que és metade água.
Se não puderes passar através dum obstáculo, contorna-o.
A água fá-lo.

Mas que seja feliz agora

 
 No final das contas, 
a fé é uma coisa engraçada.
Ela surge quando você não a espera.
É como se um dia você se desse conta de que
o conto de fadas talvez seja
ligeiramente diferente do que sonhou.
O castelo, bem, talvez não seja um castelo.
E não é tão importante que se seja feliz para sempre.
Mas que seja feliz agora.



A vida é como uma viagem de trem

 
 A vida é como uma viagem de trem.
Em algumas estações sobem 
algumas pessoas e descem outras.
Não sabemos quanto tempo vão nos acompanhar,
mas, com certeza,
durante esse lapso deixarão uma 
marca indelével em nós. 

Dificuldades

 Dificuldades são 
dores passageiras para quem acredita que 
a felicidade pode acontecer todos os dias.

A felicidade mais elevada é

 
 A felicidade mais elevada é aquela que corrige
os nossos defeitos e equilibra as nossas debilidades.

Viver é

 
 Viver é 
acalentar sonhos e esperanças,
fazendo da fé a nossa inspiração.
É buscar nas pequenas coisas,
um grande motivo para ser feliz!


Você pode voar a qualquer hora

 
 Menina, 
eu não queria comentar nada,
mas você tem cento e vinte borboletas
pousadas na sua tiara:
você pode voar a qualquer hora.

A tua sorte é que

 
 A tua sorte é que
o sol vai nascer todos os dias
e você não vai conseguir fugir desse brilho.
E as tuas manhãs não vão parar 
para ouvir suas recusas,
 você vai ter que levantar e seguir o teu ritmo.
A tua sorte é que
o amor e a alegria são sentimentos involuntários,
e eles vão surgir ainda que você não queira,
não há como escapar do que preenche o teu sorriso.
A tua sorte é que
a alma se fortalece mesmo quando você
está mais sensível, e que ela te exige.
As vezes é quando se está 
no chão que você aprende a crescer.
A tua sorte é que 
o mundo tem esquinas.
Que a vida é mais do que os teus olhos já viram.
E que o que há-de vir tem uma força muito maior
do que o que já foi embora 
e o que deixou de acontecer.
A tua sorte é que 
teu coração sangra e de tanto 
apanhar ele aprende a matar
 tudo que não deve permanecer dentro de ti.


Hei-de encontrar coisas novas para amar.

 Em última instância,
tenho um senso de navegador
para me localizar e força para tornar a içar as velas,
vontade para tornar a pegar o vento;
e mesmo quando perco a terra e tudo o que amei,
e as estrelas estão encobertas 
e estou sofrendo a dor das perdas,
e com medo mesmo então,
os milagres surgirão em volta para ser celebrados,
e eu também hei-de celebrá-los.
E mesmo então,
confiarei que uma nova costa há de se
erguer para vir ao meu encontro,
e lá, naquele lugar,
hei-de encontrar coisas novas para amar.

Nego-me

 
 Nego-me a submeter-me ao medo
que tira a alegria de minha liberdade,
que não me deixa arriscar nada,
que me torna pequeno e mesquinho,
que me amarra,
que não me deixa ser directo e franco,
que me persegue,
que ocupa negativamente minha imaginação,
que sempre pinta visões sombrias.


Apresento-lhe minhas armas

 
 Apresento-lhe minhas armas:
Sorriso no rosto, pensamento forte,
cabeça erguida e esperança em dias melhores.

Vai em frente

 
 Vai em frente menina, 
se joga, se perde,
se encontra, abraça o mundo,
há tantos caminhos,
tantas coisas bonitas espalhadas por ai, 
pelos cantos,
e o que a gente não pode fazer é esperar,
então continua, vai caminhando, voando,
do jeito que se sentir bem, 
até chegar aonde você quer.
E quando chegar, invente outro caminho,
ficar no mesmo lugar, 
nunca foi tão chato.


Qualquer um pode começar

 
 Embora ninguém possa voltar atrás 
e fazer um novo começo, 
qualquer um pode começar agora 
e fazer um novo fim.

Sentir a paz interior

 
 O primeiro recurso para ter paciência 
é ‘sentir a paz interior’.
Esta é a paz do nosso coração,
a paz que nunca pode ser tirada de nós,
mas cuja percepção nós perdemos.
A paz é a base energética de paciência.
Se nós não conseguimos cessar nossa paz interior,
a paciência será quase impossível.
A meditação é a viagem sem distância,
feita em um segundo rumo ao
coração da nossa consciência e ao
nosso reservatório ilimitado de paz pura.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

O meu compromisso é o presente:

 
 O meu compromisso é o presente:
Viver hoje...
Amar hoje...
Ser feliz hoje...
Viver um dia de cada vez!


Não fique "down" por nada nem por ninguém

 
  Não fique "down" por nada nem por ninguém.
A vida é apaixonante e sempre terá alguém
para nos encantar.

Mas existe verdadeiramente outro rumo?

 
 Mas existe verdadeiramente outro rumo?
Na verdade, 
só existe a direcção que tomamos.
'O que poderia ter sido' já não conta.
Ninguém aceita essa moeda, nem eu.


O alicerce sólido e concreto que habita em mim!

 
 Fé que eleva meu espírito e enriquece a minha alma.
Engrandece minha coragem,
fortalece meus princípios e minha essência.
Enobrece meus atos.
Arromba as janelas para enxergar além
do que os olhos me permitem ver.
Tonifica minha sabedoria, me dando discernimento.
Esse é meu Deus.
O alicerce sólido e concreto que habita em mim! 



Gosto de cicatrizes...

 
 Gosto de cicatrizes porque gosto de histórias.
Bravura, estupidez e dor 
nenhuma delas vêm de graça.